Análise: Samsung A50 é um smartphone intermediário para quem gosta de modernidade - BetaQuest

Análise: Samsung A50 é um smartphone intermediário para quem gosta de modernidade


Escolher um novo celular é sempre um desafio. Encontrar um aparelho que se encaixe às suas necessidades não é nada fácil.

É muito importante levar em consideração os prós e contras antes de investir seu rico dinheirinho em um aparelho. O que mais importa para você? Uma câmera? Uma boa tela? Um bom processador? O Samsung Galaxy A50 é um pacote cheio de pontos positivos em um preço de smartphone intermediário.


Experiência Samsung

Há muito tempo, eu, como consumidora, abandonei a marca da Samsung quando o assunto era smartphones. Meu último celular foi o Galaxy S3 (tive o mini e a versão normal). Depois de muito tempo sofrendo com baterias nada potentes e celulares que travavam, debandei para a Motorola.

Depois de uma experiência muito boa com o Moto G3 e uma não tão boa com o Z2 Play, voltei a ver a Samsung como uma opção válida. E sou daquelas pessoas bastante exigentes, então, antes de considerar comprar o Samsung A50, pesquisei muito, vi vídeos, fiz comparações.

E foi há pouco menos de um mês, em uma promoção, encontrei ele à venda na internet por R$970,00 reais, na versão de 128GB (tendo disponíveis duas versões oficiais, 64GB e 128GB). Oficialmente, pelo site da Samsung, o valor do smartphone é de R$1899,00.

Print retirado do site oficial da Samsung em 18 de outubro de 2019 / * Os valores podem mudar de acordo com o tempo
Já começou valendo a pena pelo preço!

Eu buscava por um celular mais potente, mais atualizado e com boa câmera. Acima de tudo, eu buscava um aparelho que permitisse produzir conteúdos digitais de forma satisfatória, atendendo ao meu valor máximo e que durasse por um bom tempo.

Mesmo sabendo das infinitas opções no mercado, com as marcas chinesas que oferecem celulares top de linha por um preço bastante atraente, como Xiaomi, Huawei e outras, o que me fez comprar um Samsung foi, acima de tudo, a consolidação e assistência que a marca tem dentro do Brasil.

Entenda o meu lado: dei meu suado dinheiro para comprar um celular novo. Imagina só se ele vem com defeito ou pifa em uma semana? O que eu iria fazer? Com quem eu iria entrar em contato?

Compra feita: e quando o A50 finalmente chegou, a experiência começou bem positiva. O celular em si é lindo, disponível nas cores branco, preto e azul. Todos eles têm uma tampa meio brilhante e holográfica. Optei pelo preto por gosto pessoal.

Optei pelo celular preto, por gosto pessoal / Foto: João Pinheiro/BetaQuest

Na caixa, junto ao celular, vem também um carregador "turbo charger", manuais, um adaptador de fone de ouvido e um fone de ouvido daqueles bem simplões da Samsung (o que não me agradou, porque, por ser um modelo intermediário, esperaria ao menos um fone melhorzinho).

A Samsung soube muito bem melhorar a experiência do cliente, seguindo os passos de sua concorrente, a Apple.


Beleza se põe na mesa?

Acredito que muitos levem em conta, na hora de comprar um celular, a aparência. Esse é um dos quesitos que menos me conquista. Não ligo muito para isso, mas tenho que admitir que o A50 é um celular bonito.

Seguindo o design dos celulares mais recentes, ele possui uma tela quase infinita (o que é aceitável para os celulares da categoria intermediário).

Tem uma pegada gostosa na mão e é bem comprido. A câmera frontal toma um pedaço da tela em forma de gota. O que para muitos pode ser um ponto negativo, mas eu até achei estiloso.

Câmera frontal ocupa um pedaço da tela / Foto: João Pinheiro/BetaQuest

Como dito lá em cima, sua tampa traseira é brilhosa com um material que imita o vidro. As cores azul e preto ainda contam com detalhes holográficos.

As três câmeras e flash traseiros são discretos e ficam todos enfileirados em pé, não roubando tanto do espaço da tampa.

Câmeras traseiras ficam na lateral e não ocupam grande espaço / Foto: João Pinheiro/BetaQuest


Um mês depois... funciona?

Quando compramos um celular, na primeira semana tudo é lindo. Por isso, esperei completar um mês de compra para fazer essa análise.

Instalei programas, rodei meu jogos, tirei fotos e vou responder a pergunta: Funciona bem?

Antes de tudo temos que levar em consideração que a linha A foi lançada no começo de 2019, com os modelos: A10, A30, A50, A70 e A80. O modelo de 128GB do A50 conta com um processador Octa Core 2.3GHz, a tela conta com tecnologia Super AMOLED (2340 x 1080 (FHD+).

As câmeras traseiras seguem com as resoluções de 25MP + 5MP + 8MP, com flash. Já a frontal conta com 25 MP, sem flash. Com esse conjunto, o A50 permite gravar em Full HD (1920 x 1080) a 30 fps.

No quesito memória, são 4GB de RAM e 128GB de memória interna, expansível até 512GB via micro SD. Tem espaço para dois chips de operadora que não interferem no cartão de memória e conexão via USB-C. Por fim, a bateria é de 4000 mAh.

Tendo em mente tudo isso, vamos às considerações:

Ao longo de um mês de um uso bastante constante (eu estou com o celular 24 horas por dia), a bateria se mostrou resistente por até um dia (levando em consideração o uso das 08h à 00h, em média). Para pessoas que usam o celular de forma moderada ou muito pouco, acredito que chegue a um dia e meio ou dois.

A tela é incrivelmente bonita, as cores são bem vivas e reproduzem muito bem as imagens. A caixa de som do celular, para mim, foi um problema. Ela fica localizada na parte de baixo do celular, ao lado do conector de fone e do carregador.

Para mim, foi uma escolha bastante infeliz, pois volta e meia o som é tampado: seja pela nossa mão, por uma almofada, enfim. Ainda assim, ele possui um volume bem alto e claro, ainda que um pouco desregulado: não tem meio termo, ou é baixo demais ou é alto demais. Contudo, vale ressaltar que a Samsung permite que você configure o som da forma como achar melhor.

O aparelho permite o desbloqueio via digital, diretamente na tela, reconhecimento facial, além das senhas numéricas e padrões.

Reconhecimento facial é mais eficiente que leitor de digital / Foto: João Pinheiro/BetaQuest

O reconhecimento facial é algo novo para mim, já que até então não tinha celulares com essa tecnologia. Achei bastante rápida e prática, testei em ambientes abertos, com luz, sem luz, com óculos e sem. Em pouquíssimas ocasiões, ele não reconheceu.

Já o leitor de digital... deixa a desejar. Com um experiência muito boa em meu último celular com leitura de digital, o A50 se mostrou um verdadeiro pé no saco. O leitor é impreciso, falha muito e te deixa na mão.

Em questão de processador, a Samsung soube escolher bem, pois em nenhum momento o celular travou e se mostrou um sucesso em executar das mais simples tarefas a jogos bem pesados. Contudo, algo que a marca costuma fazer que não me agrada é: o Android do celular, a versão 9.0, é toda personalizada pela Samsung, e eu prefiro algo mais puro e clean.

Tudo isso sem contar a infinidade de aplicativos que a Samsung faz questão de colocar no celular que são inúteis. Até o LinkedIn vem instalado de fábrica! Por fim, são apenas 100GB livres para uso da pessoa.

Mesmo assim, ele cumpre muito bem o que é prometido, ainda que com alguns ajustes necessários.


E a bendita câmera?

Essa provavelmente é uma das coisas que mais chama a atenção dos compradores hoje em dia. Com toda certeza, existem opções melhores no mercado, mas estamos falando de um aparelho intermediário. 

Com opções de uma câmera normal, uma grande angular e uma responsável pelo foco da imagem, que pode ser customizado, o Samsung A50 não deixa a desejar no quesito câmera.





Todas as fotos que ilustram essa matéria e muitas que foram postadas em nosso Instagram foram tiradas de um Samsung A50. Com boa luminosidade, você consegue capturar imagens lindas. Ainda assim, como muitos modelos intermediários, as fotos noturnas possuem um desempenho razoável e ainda dá para ver muito ruído nas fotos.


Vale a pena?

Se vale a pena pelo preço que eu paguei? Com toda certeza! Com 900 reais é muito difícil encontrar um celular com essas especificações, mas esse foi um achado. Claro que o valor no site da Samsung também é um pouco abusivo, por quase dois mil reais, vale a pena investir em outro modelo de smartphone.

Contudo, fazendo algumas buscas pelo preço do celular no mercado, é fácil encontrar suas versões por R$ 1300,00 a R$ 1500,00. E claro que é sempre bom ficar de olho nas promoções!

Então a resposta do "vale a pena" não é minha, mas sua. Sendo uma celular com bastantes pontos positivos, o Samsung Galaxy A50 atende às suas necessidades?

Smartphone Galaxy A50

Samsung



8.9


Design: 9
Desempenho: 9
Funcionalidades: 9
Custo-benefício: 8,5

Revisado por:

Gabriela Gomes

Tecnologia do Blogger.